16 de jan de 2011

Sua presença.

Pensei em fugir para ir encontrar você. Pensei em te escrever uma carta de 1milhão de metros, eu até pensei em te assassinar e cometer homicídio depois, pois assim te encontraria depois da morte. Eu pensei em várias formas de te encontrar, você está tão distante de mim, abra seus olhos e sinta meu desejo por você, sinta minhas lágrimas caindo por você, sinta meu desespero em te ver. Venha ao meu encontro. Tudo o que estou sentindo é verdadeiro, sou necessitada de você. Eu estou te amando, sempre te amei, desde aquele dia em que se apresentou a mim. Dia em que meu sentimento por você nasceu uma coisa tão linda, porque sei que me amas também, sofro tanto aqui fora por motivos que não merecem minha dor, e sem você minha dor só cresce. A minha alma já não existe mais, ela morreu, faleceu aos poucos, mas ela pode ser ressuscitada, da única forma existente que consigo imaginar agora, e essa forma é a sua indispensável presença.

Bruno, porque pra sempre vou ser sua Alienígena, e não aceito ninguém no meu lugar, rs. Te Amo.

Um comentário: